PVD Funcional

pdv decorativo

A aplicação de revestimento PVD Funcional permite melhorar o acabamento das superfícies, aumentar a sua resistência e período de vida útil, evitando perdas e consequentes falhas. Estes revestimentos reduzem a gripagem, permitindo maiores cadências e menores tempos de paragem do equipamento.

Nas ferramentas de corte verifica-se um aumento muito significativo na durabilidade e resistência de punções e matrizes. Já nos moldes para plásticos, borracha, e nos moldes para fundição injetada de metais não ferrosos (alumínio e zamak), este revestimento permite reduzir o desgaste e a corrosão, melhora o seu desmolde e facilitam a limpeza.

Os revestimentos por PVD podem ser aplicados à maioria dos metais, a superfícies cerâmicas e a alguns plásticos.

VANTAGENS

- Elevada dureza: seis vezes superior à dureza do aço
- Reduz o coeficiente de atrito
- Maior resistência ao desgaste
- Reduz e/ou elimina a lubrificação
- Reduz os custos de produção
- Aumenta a qualidade e a produtividade das peças
- Não altera as dimensões e o acabamento das peças
(espessura controlada 1 – 2,5µm)

APLICAÇÕES

- Ferramentas de Corte
- Ferramentas de Estampagem
- Ferramentas de Embutissagem
- Ferramentas de Conformação
- Moldes de Injeção em Plástico
- Moldes de Injeção em Alumínio e Zamak
- Normalizados

MATERIAIS DE SUBSTRATO

- Aço
- Aço Inoxidável
- Latão
- Alumínio
- Zamak
- Cerâmica
- Plástico ABS

DADOS TÉCNICOS

REVESTIMENTOS

- Nitreto de Titânio (TiN)
- Nitreto de Crómio (CrN)
- Carbonitreto de Titânio (TiCN)
- Nitreto de Zircónio (ZrN)
- Nitreto de Alumínio e Titânio (AITiN)

DUREZA
(HV)

- 2500±400
- 2100±300
- 2800±300
- 2500±300
- 4000±500

COEFICIENTE DE
ATRITO (Seco)

- 0,65 – 0,7
- 0,5 – 0,6
- 0,45 – 0,6
- 0,65 – 0,7
- 0,4 – 0,55

TEMPERATURA DE
OXIDAÇÃO (°C)

- 500±50
- 700±50
- 400±50
- 450±50
- 800±50

ESPESSURA
(µm)

- 2 – 4
- 2 – 6+
- 2 – 5
- 2 – 3
- 2 – 3

Todos os direitos resrved para B2Cloudev by BLEACH